Páginas

abril 30, 2012

Peixe ao sol


Nazaré … Vila piscatória, onde a tradição ainda não foi esquecida. Dona e senhora de uma praia admirável, abarcada pelas grandiosas ondas de um mar que impõe respeito, muito respeito, principalmente por aqueles que tão bem o conhecem.

Alguns pescadores ainda vestem orgulhosamente as suas camisas de xadrez e as suas calças pretas, no areal encontramos as famosas senhoras dos sete saiotes a remendar as redes de pesca ou simplesmente a secar o peixe.

O peixe, seja ele sardinha, carapau, batuques ou cação, assim que saídinho do mar é amanhado, lavado e passado por uma salmoura feita com água e sal grosso, depois é aberto ou escalado e por fim é estendido nos chamados paneiros e postos ao sol durante dois a três dias.

Após este “ritual”, resta-nos saboreá-lo grelhado ou cozido, acompanhado com batata cozida, regado com azeite e vinagre ou simplesmente com sumo de limão e alho picado. Acompanhamos com um bom vinho branco seco ou verde e desfrutamos de uma vista magnífica.


Porque há tradições que ainda são o que eram.


2 comentários:

  1. E eu que apanhei isto na Nazaré!
    Tens um desafio no meu blog

    ResponderEliminar
  2. Lindo!!Já não vou à Nazaré há secúlos...fiquei com vontade de ir.....

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...